sábado, 26 de dezembro de 2015

Gaivotas em Terra [I]

No passado dia 11 fui à Praia de Matosinhos e ao Porto de Leixões observar aves no intuito de registar gaivotas com anilhas coloridas.
Não registei muitas aves com anilhas coloridas, mas acabou por ser um dia muito interessante pela diversidade de espécies observadas.
É pouco comum ver em Matosinhos, no mesmo dia, 6 espécies diferentes até porque algumas espécies são consideradas raridades em Portugal.


Registos fotográficos:

                           
Larus glaucoides (Gaivota-polar)
C 52-60 cm, ENV 123-129 cm
Estatuto em Portugal: Acidental 
Larus hyperboreus (Gaivotão-branco)
C 63-68 cm, ENV 138-158 cm
Estatuto em Portugal: Acidental 
Larus argentatus (Gaivota-prateada)
C 54-60 cm, ENV 123-148 cm
Estatuto em Portugal: Acidental 
Larus marinus (Gaivotão-real)
C 61-74 cm, ENV 144-166 cm
Estatuto em Portugal: Invernante, Pouco comum 
Larus fuscus (Gaivota-d'asa-escura)
C 48-56 cm, ENV 117-134 cm
Estatuto em Portugal: Invernante e Migrante de passagem, Muito abundante
 Larus michahellis (Gaivota-de-patas-amarelas)
C 52-58 cm, ENV 120-140 cm
Estatuto em Portugal: Residente, Muito abundante 

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Calidris alba - Iceland



Pilrito-das-praias (Calidris alba) 
C 18-21 cm

O pilrito-das-praias nidifica exclusivamente no alto Ártico. Dados recentes indicam que as aves desta espécie que invernam em Portugal são sobretudo originários da Gronelândia  e Canadá (Ellesmere Island).
Durante o inverno, excetuando a Antártida, tem uma distribuição praticamente global pelo litoral de todos os continentes até às suas porções mais meridionais.
Participei no Projecto Arenaria cujo objetivo era a monitorização da distribuição e abundância de aves nas praias e costas de Portugal. O censo deste Projeto demonstrou que esta era a maior colónia de limícolas em Portugal continental sendo estimada uma população invernante com cerca de 4000 indivíduos.
Durante este censo contei algumas centenas de limícolas na costa atlântica de Matosinhos mas nunca observei nenhuma ave, desta espécie, com anilhas de cor. Assim, foi com alguma surpresa e alegria que registei este Pilrito que, curiosamente, foi também registada em Angeiras pelo meu amigo Inocêncio Oliveira, no ano passado.

Fenologia em Portugal – Migrador de passagem e Invernante Comum.

Anilhas de cor: GbYGWB

- Origem da anilhagem: Atlântico Norte – Islândia
- Anilhador: Gunnar Þór Hallgrímsson
- Anilhada em 22.05.2012



Observações registadas:
2012-05-22 - North Atlantic Ocean, Iceland -Gunnar Þór Hallgrímsson
2012-05-24 - Gullbringu, Iceland - Jelle Loonstra
2012-05-31 - Gullbringu, Iceland - Jelle Loonstra
2014-10-02 - Angeiras, Lavra, Matosinhos, Portugal - Inocêncio Oliveira

2015-12-05 - Praia de Angeiras, Matosinhos, Portugal – José Marques

*
*
Distância em linha reta entre Sandgeõi e Angeiras = 2691 kms

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Norway Gulls

Gaivotas da Noruega


Atravessamos uma época em que as condições meteorológicas no norte da Europa originam a demanda migratória de muitas espécies de aves para invernar no sul do continente e norte de África.


É também nesta época que procuro intensificar as minhas sessões de observação. Ora, no passado dia 4 fui observar gaivotas na Praia deMatosinhos e Porto de Leixões. As espécies observadas, com anilhas coloridas, foram Larus michahellis (3), Larus marinus(1) e Larus fuscus(20). Registei 24 aves anilhadas provenientes de; Espanha(3), Holanda(4), Reino Unido(4), Guernsey(7), Escócia(1), Alemanha(1) e Noruega(3).

Tive o privilégio de registar três aves oriundas da Noruega o que não é muito vulgar, para o mesmo local e dia. Tanto quanto sei, tem sido apenas da Noruega que invernam ou passam por Matosinhos na sua rota migratória gaivotas anilhadas da sub-espécie Larus fuscus intermedius .
Não é o caso das aves observadas que são todas Larus fuscus .
O Organismo responsável pela anilhagem de Gaivotas na Noruega é o Stavanger Museum .

N[JK1J] 
Esta ave foi anilhada ainda pinto, no dia 2012.07.11 em Galteskjær, Oslo.
O meu registo é o primeiro na europa fora da Noruega. Todos os anos, desde 2012, esta ave foi observada na zona de Agadir em Marrocos onde se pode presumir que passe o inverno.

N[JM2C]
Anilhada juvenil (1cy) em 04.09.2012 em Breiavatnet, Stavanger.
Os registos de observação conhecidos apontam para a ideia de que esta ave passe o inverno na zona de Matosinhos/Porto. Entre 2012 e 2015 foram registadas 6 observações durante o inverno. Do ano de 2014 não há registos de observação.




N[J221N]

Anilhada este ano no dia 30 de Junho ainda pinto em Revsholmen, Arendal.
Esta ave é ainda muito jovem e depois do anilhamento existem apenas registos em Novembro e Dezembro e ambos em Matosinhos.


A título de curiosidade quero apenas referir que a distância entre Galteskjær e Agadir são 3.672 kms em linha recta.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Guernsey Gulls [2]

Larus fuscus


Anilha - N[7AF2]
Anilhador: Paul Veron
Data da observação: 01.12.2015



Algumas curiosidades sobre a história desta ave:
- Anilhada já em adulta
- Esta é a primeira observação registada em Portugal

Percurso migratório conhecido:
11/2013- Playa de Alba, Arteixo, A Coruña - Spain
05/2014- Chouet Landfill Beach - Guernsey
10/2014- Ria do Burgo, nr Perillo, A Coruna - Spain
09/2015- Santa Cristina beach, Oleiros, A Coruña - Spain