quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Larus michahellis - longevity record!



Há dias atrás observei em Matosinhos uma gaivota Larus michahellis com uma anilha muito desgastada.
Percebia-se que se tratava de uma anilha amarela com o código a preto. Mas, de tal modo era difícil a leitura que só quando estava a preparar as fotos, com a ajuda da ampliação é que consegui ler de forma inequívoca a anilha.

A anilha amarela com o código-alfa “DVU”, dizia-me tratar-se de uma ave anilhada em Portugal pertencendo o um projecto iniciado em 1995 nas Berlengas.
Comuniquei as observações ao Centro responsável (CEMPA/ICNF) pela anilhagem e recebi a habitual life-history da ave, que passo a descrever:
- Anilha colorida - DVU
- Anilha metálica – CEMPA 19678
- Gaivota anilhada ainda pinto em 16.07.1997 no Arquipélago das Berlengas - Peniche - Portugal
- Observações desta ave:
04.10.1997 – Matosinhos, Portugal – Fred Cottaar/Kees & José Verbeek
31.08.1998 – Matosinhos, Portugal – Peter Rock
09.11.2006 – Peniche, Leiria, Portugal – H.J.P.Vercruijsse
06.10.2016 - Matosinhos Beach, Matosinhos, Portugal – José Marques
10.10.2016 - Leixões harbour, Matosinhos, Portugal – José Marques
Assim, foi com alguma admiração que verifiquei tratar-se de um individuo com mais de 19 anos.
Por sugestão do Nuno Oliveira (Marine Conservation OfficerSPEA) registei esta ave na EURING-Longevity list.
Foi com alguma surpresa e alegria que recebi a confirmação da Euring que se trata do record de longevidade registado para uma Larus michahellis.
Claro que a minha alegria é por ser uma observação em Portugal e de uma ave portuguesa.
>>><<<
Agradecimento:
- a Lurdes Morais (ICNF)
- a Nuno Oliveira (SPEA)